Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mandela recebe alta após uma semana de internação

O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela recebeu alta do hospital neste sábado, após ser internado, há pouco mais de uma semana, para tratar de uma pneumonia, informou a presidência do país. Uma nota divulgada pelo gabinete do presidente Jacob Zuma afirmou que Mandela foi liberado do hospital neste sábado, "após uma melhora gradual e sustentável de suas condições gerais de saúde", e agora receberá cuidados em casa. No comunicado, Zuma agradeceu à equipe médica e aos funcionários do hospital que cuidaram do ex-presidente.

Agência Estado

06 de abril de 2013 | 18h13

Mandela havia sido internado em um hospital de Pretória na noite de 27 de março e precisou passar por uma operação para drenar líquidos de seus pulmões. Foi a segunda visita dele ao hospital em março. No início de março, ele foi hospitalizado para exames de rotina, segundo o gabinete de Zuma, após a internação de quase três semanas em dezembro para tratar uma infecção nos pulmões e retirar pedras na vesícula.

Zuma disse para a nação não entrar em pânico com a saúde de Mandela, embora reconheça que o herói da luta antiapartheid está em idade avançada e com a saúde frágil. O ex-líder, de 94 anos, foi eleito o primeiro presidente negro da África do Sul em 1994, como membro do Congresso Nacional Africano. Ele ficou na presidência por um mandato, após passar mais de 25 anos atrás das grades por seus esforços para acabar com o apartheid.

Mandela tem evitado aparecer em público nos últimos anos, uma vez que sua saúde se deteriorou. Ele fez uma rara aparição durante a final da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, circundando o campo em um carrinho de golfe junto com sua mulher, Graca Machel. Após seu mandato na presidência, ele se afastou da política. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
África do SulNelson Mandela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.