MANIFESTAÇÃO CANCELA SESSÃO DE AUTÓGRAFOS EM LIVRARIA

Cerca 200 pessoas ocupam local em que livro seria assinado; ato contra dissidente fazem conversa com blogueiros ser cancelada

O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2013 | 02h03

Manifestantes contrários à presença de Yoani Sánchez no País provocaram ontem à tarde o cancelamento de uma reunião na qual ela conversaria com blogueiros brasileiros - antes de uma sessão de autógrafos da nova edição de seu livro De Cuba, com Carinho. O evento na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, foi encerrado prematuramente pela organização por falta de condições de segurança.

Como nos atos organizados anteriormente pela União da Juventude Socialista (UJS), no Recife (PE), Salvador (BA), Feira de Santana (BA) e Brasília, os manifestantes de esquerda entoaram slogans a favor do regime cubano, além de qualificar a blogueira de "mercenária" e "agente da CIA".

Na segunda-feira, uma exibição do documentário Conexão Cuba-Honduras, de Dado Galvão, também foi cancelada em razão dos protestos na Bahia. O assédio de grupos ligados principalmente ao PC do B levou policiais civis e militares a assumirem a segurança da blogueira em Pernambuco e na Bahia e os organizadores de sua visita ao Nordeste reforçaram a segurança particular, fazendo com que agentes a acompanhassem 24 horas por dia.

Em número menor, simpatizantes de Yoani também compareceram à Livraria Cultura, elevando o risco de um confronto.

Um dos ativistas anti-Yoani levantava um cartaz que dizia: "Cuba, o único país com vacina contra o câncer". Com a ajuda de megafones e batendo tambores, os manifestantes de esquerda saudavam Fidel Castro e Ernesto Che Guevara. Já os simpatizantes da blogueira levavam cartazes de apoio: "Fale, Yoani, fale", afirmava um deles. "Comunistas de iPhone", gritavam na direção dos adversários. / TAÍSA SGANZERLA, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.