Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Manifestação deixa dezenas de feridos na Sérvia

Dezenas de soldados da tropa de choque da polícia sérvia e manifestantes ultranacionalistas ficaram feridos na manhã desta sexta-feira, em meio a protestos contra a prisão de um suspeito de crimes de guerra. A detenção do coronel Veselin Sljivancanin, de 50 anos, ocorreu horas depois de uma unidade da tropa de elite ter realizado buscas em um edifício na periferia de Belgrado onde ele morava, informou o Ministério de Interior da Sérvia, por meio de um comunicado.Sljivancanin, indiciado pelo tribunal de crimes de guerra da Organização das Nações Unidas para a ex-Iugoslávia, foi capturado por policiais que tiveram de atravessar uma porta de aço reforçado para chegar até ele, disseram autoridades. Ele foi detido na madrugada de hoje, pouco depois da zero hora. A polícia passou aproximadamente 10 horas cercando o edifício. Um comboio de veículos blindados da polícia escoltou Sljivancanin até a penitenciária central de Belgrado.A operação foi precedida por horas de batalhas nas ruas, nas quais a polícia lançou granadas de efeito moral, disparou balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a multidão. Pelo menos 30 manifestantes e mais de 50 policiais ficaram feridos na operação, três deles em estado grave, disse Dusan Mihajlovic, ministro de Interior da Sérvia. "Não houve prisões no local, mas prenderemos em breve os manifestantes mais agressivos", garantiu o ministro em entrevista coletiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.