Manifestação no Iêmen deixa um morto

Outras 10 pessoas ficaram feridas após policiais atirarem para o ar e utilizarem gás lacrimogêneo

09 de maio de 2011 | 07h55

TAIZ- Pelo menos uma pessoa morreu nesta segunda-feira, 9, e várias ficaram feridas em confrontos entre manifestantes e policiais na cidade iemenita de Taiz (sul), onde se reuniram centenas de pessoas para pedir a renúncia de Ali Abdullah Saleh.

 

Fontes médicas disseram à Agência Efe que o falecido é Mohammed Abdelhaq, dono de um quiosque que se encontra perto do lugar onde foram registrados os confrontos, no centro da cidade, situada a 250 quilômetros ao sudoeste de Sana. Segundo a rede Al-Jazira, pelo menos outras 10 pessoas ficaram feridas no confronto.

 

Os policiais dispararam para o ar e utilizaram gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes, que bloqueavam uma das principais ruas da cidade e que após a intervenção policial se retiraram para os becos, segundo as testemunhas.

 

Os confrontos ocorreram um dia depois que um manifestante morreu e outros quatro resultaram feridos em outros incidentes com policiais durante outro protesto em Taiz.

 

As manifestações no Iêmen começaram no dia 27 de janeiro e a princípio pediam reformas democráticas, mas agora exigem a queda do regime do presidente Saleh.

 

A crise política se encontra em um ponto morto depois que Saleh rejeitou uma proposta dos países do Conselho de Cooperação do Golfo Pérsico (CCG) que incluía sua saída pacífica do poder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.