Manifestação pede saída de Saakashvili

Cerca de 2 mil pessoas reuniram-se ontem diante do Parlamento da Geórgia, em Tbilisi, para protestar contra o presidente Mikhail Saakashvili. As manifestações, que começaram no dia 9 e já reuniram até 100 mil pessoas, exigem a renúncia do presidente. Saakashvili é considerado responsável pelo desastroso conflito contra a Rússia, ocorrido em agosto. A oposição diz que a "caça ao presidente" continuará com protestos diários para impedi-lo de trabalhar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.