Manifestações continuam nas ruas de Quebec

Manifestantes estão há cerca de dez horas protestanto junto às cercas que isolam o Centro de Convenções de Quebec, no Canadá, onde acontece a Cúpula das Americas. Não há informação de feridos, mas a polícia não está economizando bombas de gás lacrimogênio e de efeito moral, além de jatos de água para tentar afastar os manifestantes do local onde está ocorrendo a reunião.O primeiro dia de sessão plenária terminou à noite e os presidentes dos 34 países da região ficaram a portas fechadas praticamente o dia todo, saindo apenas para almoçar. Os manifestantes, repetindo o que fizeram ontem, quando começaram os protestos que só iriam terminar na madrugada de hoje, conseguiram arrancar alguns pontos da cerca, mas a polícia está mantendo o controle da situação.Hoje pela manhã, eles voltaram para as ruas para a principal manifestação, a marcha "Luta pelas Américas", que segundo estimativas dos organizadores reuniu cerca de 20 mil manifestantes. Por razões de segurança, de acordo com a polícia, o centro de imprensa do Palácio das Convenções esta interditado desde o início da tarde de hoje. Os jornalistas não podem entrar ou sair do lugar, o que impede a transmissão de informações. Os profissionais que saíram antes da interdiçao só conseguem trabalhar pelo telefone.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.