Manifestações na Grécia atraem mais de 50 mil pessoas

Mais de 35 mil pessoas participaram de uma marcha em duas manifestações separadas em Atenas, na Grécia, organizada por sindicatos trabalhistas em protesto contra as medidas de austeridade do governo. Outras 20 mil pessoas se manifestaram na segunda maior cidade grega, Salonica. A Grécia enfrenta hoje e amanhã uma greve geral que paralisou grande parte do país.

AE, Agência Estado

06 de novembro de 2012 | 15h18

A polícia está em alerta por causa de possíveis casos de violência, já que a maioria dos protestos nos últimos três anos acabou em distúrbios sociais. Voos de e para a Grécia foram interrompidos por três horas no começo do dia e a greve também fechou escolas, suspendeu serviços de trem e ferry boat e deixou Atenas sem transporte público e com os hospitais operados apenas por equipes de emergência.

As manifestações deverão ser feitas até amanhã, quando os parlamentares votarem sobre um pacote de cortes de gastos e aumentos de impostos de 13,5 bilhões de euros (US$ 17,3 bilhões) para os próximos dois anos. O resultado da votação é incerto em razão de divergências dentro da coalizão de governo e de uma relutância entre parlamentares de centro-esquerda para aprovar mais medidas de austeridade. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciamanifestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.