Manifestante de Tiananmen é solto

Um dos últimos chineses ainda detidos por participar das manifestações pró-democracia de 1989 na Praça Tiananmen foi solto terça-feira, informou ontem um grupo de direitos humanos. O pedreiro Xi Haoliang, hoje com cerca de 40 anos, uniu-se aos protestos na praça de Pequim em 4 de junho de 1989. Inicialmente, ele foi sentenciado à morte. A pena foi comutada para prisão perpétua e, depois, reduzida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.