Justin Lane/EFE - 4/6/2020
Justin Lane/EFE - 4/6/2020

Manifestante é ferido a tiros em protesto contra estátua nos EUA

Ato contra o racismo no Novo México pretendia retirar monumento ao conquistador espanhol Juan de Oñate; milícia teria chegado ao local e disparado contra os participantes do protesto

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2020 | 09h36

LOS ANGELES - Um homem foi baleado e ficou gravemente ferido durante uma manifestação em Albuquerque, no Novo México, nesta segunda-feira, 15. Os manifestantes tentavam derrubar uma estátua, quando o homem foi atingido por disparos. A polícia está investigando o possível envolvimento de milícias armadas no incidente.

Os manifestantes exigiam a retirada de uma estátua do conquistador espanhol Juan de Oñate, o primeiro governador do Novo México no período colonial, de acordo com a imprensa local. No entanto, quando eles tentavam derrubar o monumento, integrantes de uma milícia extrema-direita chegaram ao local e um confronto teve início, segundo o jornal Albuquerque Journal.

"Os indivíduos com armas pesadas que se apresentaram à manifestação, autodenominados 'guarda civil', estavam no local por apenas uma razão: ameaçar os manifestantes", escreveu no Twitter a governadora do Novo México, Michelle Lujan Grisham.

De acordo com a polícia, a vítima está em condição crítica, mas estável. Durante a onda de manifestações contra o racismo e a violência policial nos Estados Unidos pela morte de George Floyd por um policial branco, várias estátuas e monumentos relacionados com o colonialismo e a escravidão foram derrubados ou depredados pelo mundo./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.