Manifestantes acampam em praça de Madri pelo 5º dia consecutivo

Inspirado pelos levantes árabes e da África do Norte, protesto espontâneo reclama das dificuldades enfrentadas pelos jovens.

BBC Brasil, BBC

20 de maio de 2011 | 10h12

Milhares de manifestantes permaneceram acampados pelo 5º dia consecutivo na praça Puerta del Sol, no centro de Madri, para protestar contra o que dizem ser a indiferença do governo à difícil situação econômica dos jovens.

Inspirados nos levantes populares que se espalharam pelo Oriente Médio e o norte da África, os protestos começaram de forma espontânea e se multiplicaram pela internet.

Os manifestantes reclamam contra a falta de emprego e moradia dos jovens, os cortes no sistema de benefícios do país e aposentadoria cada vez mais reduzida.

O desemprego entre os jovens espanhóis supera os 40%. Observadores apontam que a nova geração se enxerga como uma "geração perdida", obrigada a trabalhar em situação pior que seus pais e avós, e sem direito às mesmas recompensas.

"Só queremos que os políticos prestem atenção nos cidadãos e melhorem as coisas. O mundo de hoje é mais rico e mais tecnológico que antes, e estamos lutando simplesmente para ter direito à mesma aposentadoria que nossos avós", disse um jovem manifestante.

A mobilização é marcada pela falta de uma liderança clara: os sindicatos de trabalhadores são aliados do governo socialista espanhol, e os partidos conservadores têm uma plataforma com muito mais divergências que convergências em relação às demandas dos manifestantes.

Os protestos ocorrem a poucos dias das eleições regionais marcadas para o domingo. As autoridades madrilenhas tentaram proibir a aglomeração na praça mas, em vez de desanimar os manifestantes, a ameaça inflou ainda mais ânimos.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.