REUTERS/Jean-Paul Pellisier
REUTERS/Jean-Paul Pellisier

Manifestantes 'antifascistas' entram em confronto com policiais em Paris

Os manifestantes atendiam um chamado dos movimentos 'antifascistas', que pretendiam organizar uma 'noite das barricadas' na capital francesa

O Estado de S. Paulo

23 Abril 2017 | 18h54

PARIS - Cerca de 300 manifestantes ditos "antifascistas" entraram em confronto com a polícia neste domingo, 23, à noite em Paris, após o primeiro turno das eleições presidenciais, nas quais a líder da extrema direita Marine Le Pen e o centrista Emmanuel Macron se classificaram para o segundo turno.

As forças de segurança enfrentaram os manifestantes, posicionados na Praça da Bastilha, segundo a France-Presse. Os jovens, alguns com toucas ninja, lançaram garrafas e bombas contra os agentes. Três pessoas foram presas, segundo a polícia.

Um organizador pediu, com o microfone em mãos, que se manifestassem "contra Marine (Le Pen) e contra Macron".

Os manifestantes atendiam um chamado dos movimentos "antifascistas", que pretendiam organizar uma "noite das barricadas". As forças de segurança impediram a circulação até esta emblemática praça, situada no leste da capital francesa. / AFP

Mais conteúdo sobre:
França Paris

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.