Mohammad Reza Nadimi/EFE
Mohammad Reza Nadimi/EFE

Manifestantes atacam embaixada da Arábia Saudita no Irã

Grupo protesta contra a execução do clérigo xiita Nimr Bagir al Nimr

EFE

02 Janeiro 2016 | 22h20

A embaixada saudita em Teerã, no Irã, foi atacada por manifestantes na noite deste sábado, 2. O grupo protesta contra a execução na Arábia Saudita do clérigo xiita opositor Nimr Bagir al Nimr, que foi líder da Primera Árabe no país.

Segundo informações da agência Irna, os manifestantes se reuniram em frente à embaixada gritando palavras de ordem contra o país e alguns conseguiram invadir o prédio. Houve registro de incêndio no interior do prédio por causa do lançamento de coquetéis molotov. Os bombeiros controlaram as chamas.

O ministro iraniano de Relações Exteriores pediu calma após forças policiais controlarem a fúria dos manifestantes e emitiu um comunicado em que pede respeito às relações diplomáticas entre os dois países.

Horas antes, o Ministério de Assuntos Exteriores da Arábia Saudita havia convocado o embaixador iraniano em Riad para protestar contra as "declarações agressivas" que o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã, Hosein Yaber Ansarí, fez sobre a execução.

Al Nimr foi executado hoje depois de a Suprema Corte condená-lo à morte, em outubro, por desobedecer as autoridades e instigar a violência. A execução gerou revolta em toda a comunidade xiita da região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.