Manifestantes atacam prédio na Grécia

Manifestantes lançaram bombas contra um prédio de escritórios em Atenas, capital da Grécia, em protesto contra os confrontos entre policiais e manifestantes em Gênova, durante a cúpula do Grupos dos Oito - os sete países mais industrializados do mundo e o G-8. Bombas também foram lançadas contra um banco em um outro ataque em Atenas, informou a polícia. Ningúem ficou ferido. Em um telefonema anônimo para um jornal grego, um grupo que se intitula por Carlo Giuliani assumiu a autoria dos ataques ao escritório. Carlo Giuliani é o nome do manifestante de 23 anos morto em confronto com a polícia italiana em Gênova. Duas bombas caseiras foram lançadas contra o Banco Nacional da Grécia, destruindo uma repartição e danificando levemente um carro e uma moto estacionados em frente ao local do ataque. A Brigada de Libertação Anarquista assumiu a autoria pelo atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.