Manifestantes ateiam fogo a embaixada da Dinamarca na Síria

Milhares de manifestantes sírios atacaram a embaixada da Dinamarca em Damasco e atearam fogo ao prédio, em protesto contra caricaturas de Maomé publicadas pela imprensa dinamarquesa. Fumaça negra e espessa erguia-se do edifício de três andares, enquanto bombeiros tentavam apagar o fogo. A manifestação teve um início pacífico, mas os ânimos logo se acirraram. Os participantes romperam a barreira policial e usaram as barricadas de concreto colocadas para proteger o prédio como pontos de apoio para escalar as paredes e invadir o local. "Com nosso sangue e almas o defenderemos, ó Profeta de Deus", gritava a multidão.Algumas pessoas removeram a bandeira dinamarquesa e a substituíram com uma bandeira verde, onde se liam as palavras: "Não há deus além de Deus e Maomé é seu profeta".O mesmo edifício abriga as embaixadas do Chile e da Suécia. Ambulâncias correram ao local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.