Manifestantes bloqueiam acesso à sede do governo ucraniano

Oposição pró-União Europeia convocou greve contra governo simpático à Rússia

O Estado de S. Paulo,

02 de dezembro de 2013 | 09h19

Manifestantes antigoverno marcham em Kiev. Foto: Ivan Sekretarev / AP

 

KIEV - Cerca de mil manifestantes bloquearam o acesso ao prédio principal do governo da Ucrânia e ruas ao redor, nesta segunda-feira, 2. Funcionários públicos foram impedidos de chegar ao trabalho, em mais um protesto contra a decisão do governo de afastar-se de uma integração com a Europa.

Após um chamado da oposição por uma greve nacional contra a medida do presidente Viktor Yanukovich, que afastou-se da Europa para aproximar-se da Rússia, manifestantes bloquearam a principal via de acesso ao prédio do governo com lixeiras, contêineres de metal e até jarros de flores.

"Os funcionários não podem entrar no prédio. As negociações estão em andamento com os manifestantes para autorizar a entradas dos funcionários", disse um porta-voz do primeiro-ministro Mykola Azarov. Ele acrescentou que Azarov ainda não tinha ido trabalhar.

Os manifestantes concentraram os esforços no prédio do governo após uma manifestação com cerca de 350 mil pessoas, domingo, na capital Kiev, em que houve violência entre a polícia e manifestantes. Yanukovich, que tem viagem à China marcada para terça-feira, ainda não se pronunciou.

Líderes da oposição cobram a renúncia do presidente devido à decisão de Yanukovich de abandonar um acordo comercial com a União Europeia, mesmo após anos de negociações cuidadosas. Ele decidiu voltar-se para a Rússia, antiga líder da Ucrânia na União Soviética. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.