Virginia Bridges/The Herald-Sun via AP
Virginia Bridges/The Herald-Sun via AP

Manifestantes derrubam estátua que homenageia soldados confederados nos EUA

Durante protesto na cidade de Durham, na Carolina do Norte, multidão amarrou corda e tombou monumento instalado em 1924 nos jardins dos antigos tribunais da cidade; protesto foi convocado após morte de mulher na Virgínia em ataque de supremacista branco

O Estado de S.Paulo

15 Agosto 2017 | 09h22

WASHINGTON - Um grupo de manifestantes derrubou na segunda-feira uma estátua em homenagem aos soldados dos Estados Confederados da América em Durham, na Carolina do Norte, durante um protesto contrário aos símbolos do Exército Confederado.

Os manifestantes amarraram uma corda no pescoço da estátua e a derrubaram. Depois, muitos aproveitaram para chutar o monumento caído no chão. A estátua de Durham, cidade com cerca de 260 mil habitantes, foi instalada nos jardins dos antigos tribunais em 1924.

O protesto estava convocado inicialmente para exigir a retirada dessa mesma estátua e de todos os símbolos confederados que restam na Carolina do Norte, "para que não matem mais gente inocente", segundo os organizadores da ação, em alusão aos incidentes em Charlottesville, na Virgínia, quando um supremacista branco matou uma mulher ao avançar com seu veículo contra uma manifestação antirracista.

A mobilização em Charlottesville rejeitava a presença na cidade de grupos de extrema direita que protestavam contra a decisão da prefeitura local de remover a estátua de um general confederado.

O debate sobre as estátuas e símbolos confederados explodiu nos Estados Unidos depois que Dylann Roof, um jovem supremacista branco fascinado pelos Estados Confederados, assassinou em junho de 2015 nove paroquianos de uma igreja da comunidade negra na Carolina do Sul.

As autoridades começaram então a retirar algumas das estátuas e símbolos dos Estados Confederados que estão espalhados pelo sul do país. Estima-se que ainda há cerca de 1.500 monumentos vinculados aos confederados nesta região.

Os Estados Confederados da América eram 11 territórios do sul que se separaram dos Estados Unidos entre 1861 e 1865, em defesa de um modelo econômico com base na escravidão e contrário ao defendido pelos Estados do norte.

Os Estados Confederados enfrentaram a União (Estados do norte) durante a Guerra de Secessão (1861-1865), que deixou mais de 600 mil mortos. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.