Manifestantes e governo iniciam negociações para pôr fim a protestos

O governo de coalizão do Paquistão iniciou ontem negociações com o clérigo muçulmano Mohamed Tahir-ul-Qadri, cujos pedidos pela renúncia do gabinete levaram milhares de manifestantes a acampar nas proximidades do Parlamento. Um porta-voz do religioso disse que uma delegação estava mantendo discussões em uma tentativa de neutralizar uma crise política que eclodiu depois que ele liderou um comboio de ônibus levando manifestantes para a capital na segunda-feira.

O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2013 | 02h03

Qadri, que apoiou um golpe militar em 1999, pede a renúncia imediata do gabinete e a instalação de um governo interino durante os preparativos para eleições previstas para os próximos meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.