Manifestantes e polícia entram em confronto no Nepal

A polícia do Nepal usou cassetetes para dispersar manifestantes que protestavam contra a nomeação do chefe de justiça do país como novo líder do governo interino.

Agência Estado

16 de março de 2013 | 14h13

Centenas de partidários do partido de oposição se reuniram em Katmandu neste sábado e queimaram um boneco do presidente do supremo tribunal do país, Khilraj Regmi, que foi empossado quinta-feira como o chefe de governo, encarregado de realizar eleições em três meses.

A polícia usou cassetetes para bater nos manifestantes, que atiraram pedras contra os oficiais. Um repórter da Associated Press viu pelo menos seis policiais e vários manifestantes feridos.

Os quatro maiores partidos concordaram no início da semana em fazer do juiz o chefe de governo. Os pequenos partidos da oposição, no entanto, se opuseram à designação, dizendo que o novo governo deveria incluir representantes de todas as partes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
confrontomanifestaçãoNepal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.