Manifestantes e policiais entram em confronto na Bélgica

A polícia da Bélgica utilizou canhões de água e sprays de pimenta para conter um protesto em Bruxelas nesta sexta-feira. As medidas foram tomadas após policiais serem atingidos por laranjas e pedras atiradas pelos manifestantes.

AE, Agência Estado

04 de abril de 2014 | 16h17

Segundo a polícia, uma pessoa ficou ferida ao tentar arremessar uma pedra e acidentalmente acertar a própria cabeça. Diversas outras pessoas também se machucaram, incluindo um policial que aparentemente também havia sido atingido por uma pedra.

A manifestação foi organizada pela Confederação Europeia de Sindicatos com o objetivo de se opor a medidas de austeridade implementadas nos 28 países-membros da União Europeia. Eles também protestaram contra o dumping social, praticado por empresas que transferem sua produção para países onde os salários são mais baixos ou que buscam trabalhadores no exterior para substituir a mão de obra local.

Além de paralisar o trânsito na capital da Bélgica, o protesto fez com que a embaixada dos Estados Unidos na cidade fosse fechada por motivos de segurança. O incidente ocorreu enquanto o embaixador americano, Anthony Gardner, participava de uma entrevista a jornalistas a respeito de temas que não estavam relacionados à pauta da manifestação.

De acordo com os organizadores, cerca de 40 mil pessoas eram esperadas no protesto, mas a porta-voz da polícia belga, Ilse Van de Keere, estimou que 25 mil pessoas foram às ruas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
BÉLGICAPROTESTOAUSTERIDADEPOLÍCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.