Ym Yik/Efe
Ym Yik/Efe

Manifestantes em Hong Kong pedem libertação de Nobel da Paz chinês

Ativista pró-direitos humanos Liu Xiaobo foi preso por subversão em 2009, sob pena de 11 anos

estadão.com.br, com informações de agências internacionais

25 de dezembro de 2010 | 10h34

Manifestantes de várias organizações pró-democracia em Hong Kong realizaram uma marcha em direção ao gabinete chinês na ilha para pedir a libertação do crítico literário chinês e ativista pelos direitos humanos Liu Xiaobo, ganhador do Nobel da Paz deste ano.

Os integrantes do protesto se concentraram em frente a uma delegacia e seguiram para a sede do governo. Atos públicos são proibidos na China, mas Hong Kong tem leis um pouco mais brandas.

Xiaobo tem defendido a reforma política na China há mais de duas décadas, foi preso em dezembro de 2009 sob pena de 11 anos, acusado de subversão, após ser coautor de uma petição que clamava por mudança.

Tudo o que sabemos sobre:
Liu XiaoboNobel da PazChinaHong Kong

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.