Manifestantes entram em choque com polícia na Jordânia

O início dos ataques americanos contra o Iraque desencadeou os primeiros choques entre manifestantes e a polícia na Jordânia. Um pequeno grupo de manifestantes se juntou logo de manhã, sob a chuva fria, em Shmissani, bairro de classe alta de Amã, mas foi debandado pela polícia. Quatro pessoas ficaram feridas. No fim da manhã, estudantes na Universidade da Jordânia também iniciaram uma manifestação, mas foram cercados e confinados no câmpus pelas autoridades.Cerca de 20 militantes fundamentalistas já haviam sido detidos nos últimos dias, como medida de precaução. O ministro da Informação, Mohamed al-Udwan, explicou que, pela lei, manifestações na Jordânia precisam de autorização prévia do governo.Os incidentes de hoje contrastaram fortemente com a manifestação pacífica de sábado, da qual 6 mil pessoas participaram, e que tinha sido autorizada pelo governo.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.