Manifestantes entram em conflito com a polícia em Omã

Forças de segurança de Omã atiraram gás lacrimogêneo e deram tiros de balas de borracha hoje contra manifestantes que exigem reformas políticas, matando pelo menos uma pessoa, informaram autoridades policiais. Os confrontos marcam o segundo dia de protestos em Omã. Centenas de manifestantes tomaram as ruas da cidade de Sohar, cerca de 200 quilômetros a noroeste da capital Muscat. Testemunhas disseram que a polícia tentou dispersar as pessoas usando gás lacrimogêneo e balas de borracha.

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2011 | 11h27

Pelo menos uma pessoa foi morta no conflito, de acordo com uma autoridade local, que preferiu não se identificar. Ciente das manifestações por toda a região, o comandante de Omã, o sultão Qaboos bin Said, substituiu ontem seis membros de seu gabinete, em uma tentativa de impedir tensões no país. Omã divide com o Irã a autoridade sobre o estreito de Hormuz, por onde passa 40% do tráfego de petroleiros do mundo. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.