Manifestantes exigem novas eleições na Albânia

Milhares de pessoas participaram de um protesto na capital albanesa exigindo o cancelamento das eleições locais de outubro, devido a supostas fraudes. O Partido Democrático, na oposição, anunciou que promoverá manifestações diárias até que suas exigências sejam atendidas. A única exceção será a terça-feira, que marca o início do Eid el-Fitr, o feriado após o fim do mês sagrado muçulmano do Ramadã. O partido já entrou com apelações relacionadas às eleições locais de 12 de outubro, alegando que o governista Partido Socialista forjou assinaturas em documentos eleitorais e excluiu candidatos do partido da lista eleitoral.Resultados oficiais finais, normalmente disponíveis três dias depois da votação, ainda não foram divulgados. Resultados preliminares apontam o Partido Socialista assumindo controle dos principais governos municipais, mas também indicam significativos ganhos do Partido Democrático, que estaria a apenas 2 pontos atrás dos socialistas, e de outros partidos menores.O ex-presidente Sali Berisha, do Partido Democrático, disse que sua agremiação não reconhece a vitória socialista na capital, Tirana, porque listas de votação foram manipuladas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.