Manifestantes na Tailândia liberam a saída de aviões de Bangcoc

Acordo permite que aviões voem para outras províncias para retirar turistas que ficaram retidos no país

AP e AE

30 de novembro de 2008 | 16h54

Os manifestantes contrários ao governo da Tailândia deram permissão para que 88 aviões deixem o Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi, na capital Bangcoc, que está ocupado por eles desde o dia 25, segundo informou uma rede de tevê local neste domingo, 30. O acordo foi alcançado após horas de negociações entre os líderes dos manifestantes e o Aeroportos da Tailândia, proprietária e operadora do aeroporto, segundo a rede local TNN. Os representantes da operadora do aeroporto não estavam disponíveis para confirmar o acordo. O primeiro dos 88 aviões já decolou de Suvarnabhumi na noite deste domingo, segundo a reportagem da tevê. O acordo permite que os aviões da Thai Airways e de companhias aéreas internacionais voem para aeroportos em outras províncias do país para ajudar a retirar os turistas que ficaram retidos no país desde que os dois principais aeroportos da capital foram tomados pelos manifestantes, na escalada dos protestos contra o governo. Este é o primeiro gesto de boa vontade dos manifestantes, embora eles ainda não existam sinais de que possam deixar os aeroportos a curto prazo.

Tudo o que sabemos sobre:
aeroportoTailândiamanifestantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.