Manifestantes pedem execução de britânica

Milhares de sudaneses saíram às ruas de Cartum ontem para pedir uma pena mais dura para a professora britânica Gillian Gibbons. Sob alegação de blasfêmia e de insulto ao Islã, ela foi condenada a 15 dias de prisão por ter permitido a seus alunos darem o nome de Maomé para um urso de pelúcia. Muitos dos manifestantes pediam a execução de Gillian.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.