Manifestantes pedem que filhos de Saleh deixem o Iêmen

Dezenas de milhares de pessoas protestam nas ruas das principais cidades do Iêmen, exigindo que os filhos e outros assistentes do presidente deixem o país. Hoje, manifestantes também pediram que o líder iemenita, Ali Abdullah Saleh, renuncie após quase 33 anos no poder.

AE, Agência Estado

26 de junho de 2011 | 08h56

Saleh está em tratamento médico na Arábia Saudita, após ter sido gravemente ferido em um ataque contra o palácio presidencial no começo deste mês. Os manifestantes gritavam "os órfãos de Saleh precisam deixar o país."

Ahmed Saleh, 42 anos, aparente herdeiro do presidente, comanda a elite da Guarda Republicana. A unidade militar desempenhou um importante papel na proteção ao regime de seu pai desde que os protestos pró-democracia eclodiram, em fevereiro. Seu irmão é um comandante do exército. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iêmenmanifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.