Manifestantes protestam contra controle da mídia pelo governo russo

Mais de mil manifestantes protestaram em Moscou neste domingo contra os esforços das autoridades russas para aumentar o controle sobre a mídia nacional. O protesto no centro da capital russa estava ligado ao quinto aniversário da tomada da estação de TV NTV pela gigante de gás natural estatal Gazprom. A manobra foi vista como uma tentativa do Kremlin de abafar as críticas contra o governo. Vários importantes âncoras de TV participaram da manifestação. Eles perderam seus empregos durante a tentativa do governo de aumentar o controle sobre a programação. "Nos últimos cinco anos, tornou-se claro que o governo apenas começou com a NTV e terminou dominando o setor de informação inteiro", disse e apresentador de TV, Viktor Shenderovich, que também foi demitido. Manifestantes levavam cartazes os com dizeres: "Censura hoje, Ditadura amanhã", "Canal Um, pare de mentir!" e ``Tire o controle da TV de Putin". Desde a primeira eleição do presidente Vladimir Putin em 2000, todas as redes nacionais estão sob o controle do Estado, resultando em uma cobertura sempre positiva das atividades do governo e o desaparecimento de uma cobertura crítica. Enquanto a mídia impressa possui mais liberdade comparada à televisiva, os principais jornais do país sentem a pressão de seus donos, que temem que notícias críticas possam arriscar seus interesses profissionais.

Agencia Estado,

16 Abril 2006 | 11h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.