Ahn Young-joon / AP
Ahn Young-joon / AP

Sul-coreanos realizam ato pela reunificação das Coreias

SEUL - Sul-coreanos realizaram uma grande manifestação pacífica neste sábado, na Zona Desmilitarizada, pela unificação das Coreias. A data marca o 70.º aniversário da liberação da Península Coreana do controle colonial do Japão.

O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2015 | 11h58

As manifestações ocorrem logo após o governo norte-coreana afirmar que a Coreia do Sul cometeu um ato de guerra ao transmitir propagandas contra a Coreia do Norte. Os dos países não conseguiram chegar a um acordo para celebrar o aniversário de liberação da península.

Apesar de não haver relatos de incidentes durante a manifestação na zona desmilitarizada, a Coreia do Norte ameaçou atacar a Coreia do Sul, por transmitir propagandas contra Pyongyang por meio de alto-falantes colocados na fronteira entre os dois países. As transmissões começaram após o governo de Seul acusar a Coreia do Norte de colocar minas terrestres do lado sul-coreano na zona desmilitarizada. Um soldado sul-coreano morreu na explosão de uma das minas.

Novo horário - A Coreia do Norte inaugurou neste sábado, ao som de sirenes, a entrada em um novo horário, ao atrasar em 30 minutos os relógios do país. A passagem para a “hora de Pyongyang” deixará as duas Coreias em fusos diferentes. Seul criticou a mudança como um obstáculo para uma eventual reunificação. / Associated Press e Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteCoreia do SulProtestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.