Manifestantes sírios marcham em Damasco em apoio aos moradores de Daraa

Centenas de pessoas protestam por mais liberdade e reformas no sul do país

estadão.com.br

25 de março de 2011 | 10h00

DAMASCO - Pelo menos 200 pessoas marcharam na manhã desta sexta-feira, 25, no centro de Damasco, capital da Síria, em apoio à população de Daraa, que pede desde o começo da semana mais liberdade e reformas políticas.

 

Veja também:

especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: Veja imagens dos protestos na região

 

"Sacrificamos nosso sangue, nossa alma, por você Daara", cantavam os manifestantes na capital. A polícia síria foi até o local para dispersar os protestos e prendeu três pelo menos três pessoas no local, segundo a Reuters.

 

Em Daraa, no sul do país, centenas de pessoas continuavam os protestos, pedindo por mais liberdade. Segundo a rede Al-Jazira, os manifestantes de Daraa não estavam pedindo a renúncia do presidente Bashar Al-Assad, mas sim cantando hinos de liberdade e exigindo reformas.

 

Na última quarta-feira, 37 pessoas foram mortas após um confronto entre manifestantes e a polícia síria em frente a uma mesquita em Daraa. Desde 1963 está em vigor na Síria uma lei de emergência proibindo manifestações.

 

(Com Reuters e AP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.