Manifestantes tentam invadir sede do governo do Líbano

Soldados libaneses deram tiros de metralhadora e fuzil para o alto e arremessaram diversas bombas de gás lacrimogêneo contra centenas de manifestantes que tentavam invadir a sede do governo do Líbano.

Agência Estado

21 de outubro de 2012 | 14h17

A caótica cena em Beirute, ocorrida neste domingo, ocorre em meio ao funeral do chefe do serviço de inteligência das Forças de Segurança Interna no Líbano, general Wissam al-Hassan, que foi morto em uma explosão, na sexta-feira, atribuída por muitos ao regime da vizinha Síria.

OS manifestantes acreditam que o governo é muito próximo da Síria e do aliado de Damasco no Líbano, o grupo xiita Hezbollah. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Líbanoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.