REUTERS/Stefan Wermuth
REUTERS/Stefan Wermuth

Manifestantes vão às ruas de Londres contra reeleição de Cameron

Tumulto começou quando os manifestantes, que gritavam palavras de ordem e palavrões e batiam panelas, enfrentaram formações de policiais que cercavam a residência oficial do premiê; 4 foram presos

O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2015 | 19h09

LONDRES - Manifestantes jogaram garrafas, latas e bombas de fumaça contra a polícia em um protesto no Centro de Londres neste sábado, 9, contra a reeleição do primeiro-ministro conservador, David Cameron. 

O tumulto começou quando os manifestantes, que gritavam palavras de ordem e palavrões e batiam panelas, enfrentaram formações de policiais que cercavam a residência oficial do premiê, em Downing Street. Em um momento, uma bicicleta foi arremessada contra a polícia. Dois agentes tiveram ferimentos leves e quatro manifestantes foram presos, segundo um porta-voz da Scotland Yard. 


Segundo estimativas da agência Reuters, cerca de 200 pessoas participaram do protesto, incluindo um grupo de 25 jovens vestidos de preto, com óculos e máscaras. A Avenida Whitehall chegou a ser fechada, mas foi reaberta mais tarde. 

Na quinta-feira, contrariando todas as pesquisas eleitorais dos últimos meses, o Partido Conservador venceu as eleições gerais da Grã-Bretanha. O grupo político de Cameron obteve 330 cadeiras no Parlamento. Com essa bancada, o partido aumenta em 24 o seu número de deputados e garante a maioria para reconduzir o premiê, que terá mais 5 anos de governo. / REUTERS  

Tudo o que sabemos sobre:
GRÃ-BRETANHALONDRESDAVID CAMERON

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.