Marcha acaba em confrontos no Iraque e 12 morrem

Milhares de iraquianos marcharam ontem diante de prédios governamentais e entraram em confronto com as forças de segurança em diversas cidades do país. Pelo menos 12 pessoas morreram. Desde o início da crise no mundo árabe, esse foi o protesto mais violento registrado no país. Em seu "dia de fúria", os iraquianos se manifestaram contra a corrupção, desemprego e má qualidade dos serviços públicos. No norte do país, as forças de segurança abriram fogo contra os protestos e mataram dez pessoas. As outras mortes ocorreram em Anbar, no oeste. / AP

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.