Marcha contra criminalidade reúne 70 mil na Argentina

Mais de 70 mil pessoas marcharam nesta quinta-feira à noite pelas ruas do centro da capital argentina pedindo mais segurança e um combate mais duro contra a criminalidade. A manifestação foi convocada pelo empresário Juan Carlos Blumberg, que pediu soluções para acabar com a "lerdeza" da Justiça.Blumberg era o pai de Axel, um jovem de 23 anos assassinado no mês passado por uma quadrilha de seqüestradores. Além da quadrilha, o empresário acusa a polícia da morte de seu filho, já que as forças de segurança atacaram os seqüestradores quando Blumberg ia encontrá-los para pagar o resgate.Esta é a segunda manifestação que o empresário convoca nas últimas três semanas. No dia 1 de abril, mais de 150 mil pessoas marcharam pelo centro da cidade para protestar contra a morte de Axel e pedir justiça. Na manifestação desta quinta, Blumberg pediu a criação de tribunais com júri para o julgamento de crimes graves como assassinatos, violações e seqüestros. Além disso, pediu eleições diretas para os cargos de promotores e delegados de polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.