Marcha contra reformas sociais reúne milhares na França e na Alemanha

Cerca de 200 mil pessoas tomaram hoje as ruas de Berlim e de outras grandes cidades alemãs para protestar contra os planos do governo de reformar os sistemas de saúde, trabalho e seguridade social do país.Manifestações similares ocorreram em Roma e em Paris, organizadas por sindicatos, organizações de pensionistas e movimentos anti-globalização. O líder da Confederação Geral de Trabalho na França, Bernard Thibault, marchou ao lado dos alemães em Berlim, sob o sol, com o slogan "Lute pelo trabalho e pela justiça social".Em Paris, vários manifestantes marcharam pelas ruas da cidade carregando uma faixa com os dizeres: "Paris e Europa juntas a favor do trabalho, direitos sociais, bem-estar social e serviços públicos"."A mensagem que queremos mandar aos governantes europeus e ao governo francês em particular é de que precisamos de uma política real de emprego", afirmou o líder da Confederação Francesa de Trabalho, François Chereque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.