Marchas pró e contra Colom reúnem 90 mil

Mais de 90 mil guatemaltecos saíram ontem às ruas para participar de duas manifestações opostas. Diante da prefeitura da capital, 50 mil pessoas pediram a investigação da morte do advogado Rodrigo Rosenberg, que deixou um vídeo acusando o presidente Álvaro Colom de ordenar sua execução, há uma semana. Perto dali, 40 mil pessoas marcharam em defesa do presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.