Marianne, o símbolo francês, vai mudar de rosto de novo

Marianne tem sido a primeira dama francesa por séculos, uma imagem anônima de beleza e virtude que se tornou o símbolo do país, depois da Revolução Francesa. Hoje, o primeiro-ministro Jean-Pierre Raffarin lançou um concurso nacional para renovar sua imagem nos selos postais. Os correios já haviam dado um novo rosto a Marianne em 1997. Para o primeiro redesenho do século 21, artistas amadores terão a oportunidade de participar ? é a primeira vez que o público é convidado a criar um novo selo de Marianne.A única exigência do concurso é que o selo deve mostrar uma ?Marianne que apoia o meio ambiente e os valores fundamentais do país?. Alguns exemplos de desenhos, fornecidos pelos correios, mostram uma Marianne infantil e inocente com uma flor na boca ou uma Marianne sedutora, com olhos de corça.Um juri selecionará 100 finalistas, depois do prazo final de 15 de março para entrega dos trabalhos. O público, então, os avaliará, reduzindo a escolha a três, até 4 de julho. O presidente Jacques Chirac escolherá o desenho vencedor, que será impresso em três bilhões de selos que estarão disponíveis a partir de 2005.Acredita-se que a Marianne original foi modelada a partir de uma moça pobre, do interior, que trabalhava como empregada para ajudar a família. O pintor Eugène Delacroix retratou Marianne de busto nu, com uma bandeira francesa em uma mão e uma baioneta na outra, liderando as massas revolucionárias. Esse quadro, de 1830, está exposto no Museu do Louvre. Marianne era uma beleza anônima até 1969, quando o presidente Charles de Gaulle decidiu que a sensual Brigitte Bardot simbolizaria a mulher francesa moderna e a atriz foi usada como modelo para bustos de Marianne, que ornamentaram prefeituras por toda a França. Depois disso, a estrela Catherine Deneuve e a atriz e supermodel Laetitia Casta seguiram-se na galeria de beldades que encarnaram Marianne.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.