Marido acusa pai da americana em coma de querer dinheiro

Acusado pelo cunhado e os sogros de ter interesse financeiro na morte da mulher, em coma há 13 anos, agora é Michael Schiavo que acusa os parentes da mulher de querer seu dinheiro. Todos eles ? e até o governador da Flórida - estão envolvidos numa amarga disputa pelo direito de retirar, ou não, os aparelhos que mantém Terri Schiavo viva até hoje.Na primeira entrevista que concedeu, desde o último lance da batalha legal ? uma lei criada pelo Legislativo da Flórida e assinada pelo governador Jeb Bush especialmente para impedir o desligamento dos aparelhos ? Michael Schiavo disse, ontem à noite, no programa Larry King Live, na CNN, que fará tudo para impedir que Terri seja mantida viva artificialmente.?Este é o desejo de Terri?, garantiu sobre a remoção do tubo de alimentação. ?E eu vou até o fim porque é a última coisa que posso fazer por Terri.?Terri Schiavo, de 39 anos, está em estado vegetativo desde 1990, quando um desequilíbrio químico, causado por um problema digestivo, provocou um ataque cardíaco que privou seu cérebro de oxigênio. Seus pais, Bob e Mary Schindler, acreditam que ela possa ser reabilitada e combatem a opinião do marido de que ela não deve ser mantida viva artificialmente.O tubo de alimentação de Terri foi removido por seis dias, no início do mês, depois que o Legislativo da Flórida e o governador Jeb Buhs sancionaram uma lei especial que proibiu a ação. Ela está sendo tratada no hospital Pinellas Park enquanto o advogado do marido prepara-se para contestar a constitucionalidade da chamada ?lei Terri?.Segundo Schiavo, as relações com os Schindlers azedaram depois que ele ganhou uma ação de cerca de US$ 1.000.000, em 1993, por erro médico contra Terri. Depois disso, ainda segundo Schiavo, seu sogro pediu-lhe para dividir o dinheiro e ele se recusou.?Ele sempre quis o dinheiro?, disse Schiavo sobre Bob Schindler. ?Ele quer o dinheiro. Ele quer o controle.?Schiavo nega que tenha sonegado tratamento a sua esposa, afirmando que, certa vez, chegou a levá-la à Califórnia para uma terapia experimental, na qual um estimulador foi implantado em seu cérebro. Mas não funcionou.Ele também negou que tenha abandonado Terri por uma namorada com quem vive há tempo, tem um filho e outro a caminho. Segundo Schiavo, a namorada o apoia em seus cuidados a Terri.?Sou felizardo por ter duas mulheres em minha vida que amo muito?, disse. ?Minha namorada tem feito muito mais por Terri do que sua própria mãe. Ela faz compras para Terri. Lava sua roupas.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.