Marido admite ter matado mulher durante ato sexual

Um homem admitiu que estrangulou sua mulher durante um ato sexual. Autoridades disseram que o homem tentou fazer com que a morte parecesse suicídio. Joseph Micale, de 35 anos, declarou-se culpado da acusação de homicídio por negligência na morte da mulher, Maureen, em dezembro. Inicialmente ele havia sido indiciado por homicídio em segundo grau, cuja sentença pode chegar a 15 anos de detenção.Em troca da admissão de culpa, o juiz John Brunetti disse que sentenciaria Micale a cinco anos de liberdade condicional, em uma audiência prevista para 15 de setembro. Micale também aceitou renunciar à guarda de seu filho de um ano de idade. Maureen morreu asfixiada, com o fio do telefone ao redor do pescoço, enquanto o casal fazia sexo. Ao perceber que a esposa havia morrido, Joseph tentou simular um suicídio por enforcamento e acabou indiciado por assassinato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.