Marido da mulher mais rica de Israel preso por assédio sexual

O marido de Shari Arison, a mulher mais rica de Israel, começou a cumprir uma sentença de seis meses de prisão por assédio sexual e atos indecentes. O condenado, Ofer Glazer, apresentou-se a um tribunal de Tel-Aviv para iniciar o cumprimento da sentença, dias depois de sua última apelação ter sido rejeitada pela Justiça. Além dos semestre na cadeia, Glazer havia sido condenado a outros 15 meses de prisão - esta parte da sentença foi suspensa - e a pagar uma multa de 10.000 shekels, ou cerca de R$ 5.000. Ele ainda terá de indenizar cada uma das duas mulheres que o denunciaram em 15.000 shekels, ou cerca de R$ 7.000.Glazer foi declarado culpado de beijar e tocar uma inquilina contra a vontade da mulher, e de agarrar uma enfermeira que havia contratado para cuidar da mulher.Arison, que se manteve ao lado do marido durante todo o processo, acompanhou-o ao tribunal neste domingo, 18. Com dupla cidadania - americana e israelense - ela é a 109ª no ranking das pessoas mais ricas do mundo da revista Forbes. Sua fortuna é estimada em US$ 5,2 bilhões, ou Mai de R$ 10 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.