Marido de Benazir Bhutto pode ser libertado

Autoridades do Paquistão estão fechando um acordo para a libertação do marido da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, Asif Ali Zardari, informou hoje o jornal The News. Zardari está preso há cinco anos, acusado de envolvimento em vários casos de corrupção. Em 1999, ele e Bhutto foram condenados, mas a Suprema Corte anulou a sentença e ordenou o abertura de um novo processo, que ainda não teve início. O porta-voz da família, Faratullah Babar, lembrou que no passado Zardari recusou o fechamento de um acordo com as autoridades, porque "considera que é inocente e quer provar isso". Benazir Bhutto vive em exílio voluntário há três anos. Há quatro meses circulam rumores sobre conversas entre o presidente Pervez Musharraf e a ex-primeira-ministra para permitir sua volta ao país.

Agencia Estado,

06 Janeiro 2002 | 14h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.