MATTHIEU ALEXANDRE / AFP
MATTHIEU ALEXANDRE / AFP

Marine Le Pen pede referendo sobre permanência na UE a todos os países do bloco

Presidente da Frente Nacional francesa defendeu que cada nação possa se manifestar por meio de um referendo, e disse que eurodeputados são ‘defensores da liberdade dos povos de escolher o seu destino’

O Estado de S. Paulo

22 Junho 2016 | 08h42

PARIS - Marine Le Pen, presidente da Frente Nacional francesa, defendeu na terça-feira a realização de referendos em todos os países da União Europeia (UE) sobre a permanência das nações no bloco, como ocorrerá na quinta-feira no Reino Unido.

Os eurodeputados se apresentam como "defensores da liberdade dos povos de escolher o seu destino, de decidir sobre suas leis. É isso que eu peço, um referendo na França. Cada país da UE deve poder se manifestar em um referendo" sobre a permanência no bloco, disse Marine Le Pen ao canal francês TF1.

"Há onze anos que os franceses não são consultados e da última vez foram traídos" pelos partidos tradicionais de esquerda e de direita", disse Le Pen sobre o referendo de 2005 para o Tratado de estabelecimento de uma Constituição Europeia.

"Qualquer que seja o resultado" de quinta-feira, "a UE está se dissolvendo, ela está em pedaços. Ou esperamos o dilúvio, a implosão, ou nos sentamos à mesa e reconstruímos a Europa das Nações, que substituirá a UE totalitária que conhecemos hoje".

"Sim, (a UE) é totalitária, claramente, nos explicaram que a democracia não tem o poder de desfazer os tratados", declarou Marine Le Pen, que se fosse britânica "votaria no Brexit". /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.