Marines fazem segurança de embaixada em Cabul

Fuzileiros navais guardavam hoje as dependências da embaixada dos EUA em Cabul, num sinal de que a representação diplomática americana no Afeganistão poderá ser restabelecida em breve. Segundo o porta-voz militar americano, major Victor Harris, depois que um time de especialistas em explosivos vasculhou o piso da embaixada à procura de possíveis minas, um grupo de funcionários do Departamento de Estado entrou no local para iniciar seus trabalhos. Harris disse a jornalistas que ainda não foi estabelecida uma data para a reabertura oficial da embaixada.De acordo com ele, também não está decidido se os Estados Unidos manterão o local ou se procurarão um outro edifício em Cabul. Harris se recusou a comentar sobre as condições da embaixada, que estava abandonada desde 1989. Do portão, é possível ver que o complexo está tomado pelo mato e que há várias pilhas de escombros em seu interior.Os fuzileiros navais que guardam a embaixada marcam a primeira presença militar americana na capital afegã. Outros marines garantem a segurança de uma base aérea no deserto ao sul de Kandahar. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.