Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Marinha do México detém suposto chefe do Cartel do Golfo

Apelidado de El Gordo, Mario Cárdenas Guillén mostrava aparência de um homem com mais de 50 anos

AE, Agência Estado

04 de setembro de 2012 | 20h17

CIDADE DO MÉXICO - A Marinha do México informou nesta terça-feira, 4, que capturou um homem que acredita ser um dos dois chefes do Cartel do Golfo, grupo criminoso do narcotráfico que, segundo as autoridades, se dividiu em duas facções nos últimos anos. Segundo o porta-voz da Marinha, almirante José Luis Vergara, foi detido na véspera o suspeito Mario Cárdenas Guillén, de apelidos El M1 e também El Gordo.

Veja também:

link Chefe regional do 'Los Zetas' é capturado no México

link México: número de homicídios cresceu 5,6% em 2011

O suspeito seria irmão de Osiel Cárdenas, que até o começo da década passada foi considerado o líder máximo do Cartel do Golfo e atualmente cumpre sentença de prisão nos Estados Unidos. Vergara disse que El Gordo virou um dos líderes do Cartel do Golfo após a morte de outro irmão, Antonio Cárdenas, em tiroteio com fuzileiros navais em 2007. O cartel então se separou em duas facções, outra chefiada pelo suspeito Jorge Costilla, que permanece foragido.

Cárdenas Guillén foi apresentado nesta terça à imprensa e mostrava a aparência de um homem com mais de 50 anos, parcialmente calvo, com um colete à prova de balas e sandálias. Vergara disse que o suspeito foi detido na segunda-feira na cidade de Altamira e levava uma arma automática.

A Marinha afirma ter apreendido junto ao suspeito duas granadas, 129 mil pesos (US$ 9,8 mil) e quatro papelotes que pareciam ter cocaína.

Com AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.