Marinha mexicana resgata imigrantes latino-americanos

Fuzileiros navais do México libertaram sete imigrantes latino-americanos sequestrados no noroeste mexicano, incluídos um bebê de sete meses e alguns centro e sul-americanos. A Secretaria da Marinha do México informou hoje que a libertação aconteceu no último sábado, em um suposto abrigo do narcotráfico no Estado nortista de Tamaulipas, onde estavam sequestrados quatro colombianos, dois salvadorenhos e uma equatoriana, além de três cidadãos mexicanos. Das pessoas libertadas, cinco são homens, quatro mulheres e o bebê de sete meses.

AE, Agência Estado

15 de novembro de 2010 | 20h53

O resgate ocorreu após a Marinha ter rastreado uma chamada que um dos sequestradores fez com o celular. A Marinha informou que durante a operação de resgate foram detidos três supostos policiais que chegavam no momento ao local, uma vez que os resgatados afirmaram que foram sequestrados por agentes da polícia mexicana. Tamaulipas, Estado na fronteira com os EUA, é cenário de uma batalha entre os cartéis rivais do Golfo e Los Zetas.

Em agosto, um grupo de Los Zetas massacrou 72 imigrantes das Américas Central e do Sul em Tamaulipas, entre os quais estavam brasileiros. Apenas sobreviveram um equatoriano e um hondurenho. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.