Marinha nigeriana liberta navio invadido por piratas

LAGOS - A Marinha da Nigéria retomou o petroleiro invadido por piratas e libertou os 23 tripulantes indianos que foram feitos reféns, afirmou o porta-voz da companhia Pioneer Ship Management Services, dona da embarcação. O MT Abu Dhabi Star foi capturado quando estava ancorado a 80 km da costa da cidade de Lagos.

AE, Agência Estado

05 de setembro de 2012 | 13h57

Nenhum dos marinheiros ficou ferido durante o sequestro e o navio será escoltado até o porto de Lagos. Os piratas fugiram quando avistaram a Marinha nigeriana aproximando-se. A tripulação iniciou uma inspeção para averiguar se a carga do navio foi roubada.

O petroleiro, de bandeira de Cingapura, foi atacado na noite de terça-feira (horário local), afirmou o porta-voz da Marinha, comodoro Kabir Aliyu. Ataques de piratas são cada vez mais comuns no Golfo de Guiné, oeste da África. No ano passado, um grupo de seguradoras baseado em Londres, o Lloyd''s Market Association, listou as águas da Nigéria e de Benin no mesmo nível de perigo da Somália, onde duas décadas de guerra e anarquia permitiram o crescimento da pirataria. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Nigériapirataspetroleiroatualiza 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.