Connie Grosch/Providence Journal via AP
Connie Grosch/Providence Journal via AP

Marinheiro da icônica foto do beijo em NY morre aos 95 anos

Durante muito tempo, George Mendonsa garantiu que era o marinheiro da foto, mas isso só foi confirmado recentemente com o uso da tecnologia de reconhecimento facial

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2019 | 15h49

WASHINGTON - O marinheiro que beija uma enfermeira na Times Square enquanto as pessoas comemoravam o fim da 2ª Guerra nas ruas de Nova York, protagonista de uma foto icônica da época, morreu aos 95 anos, informou sua filha ao Providence Journal.

George Mendonsa sofreu um derrame no domingo depois de cair no asilo onde vivia em Middleton, Rhode Island, informou sua filha Sharon Molleur.

Na famosa imagem, uma das quatro de Alfred Eisenstadt para a revista Life, Mendonsa é visto curvando-se sobre a mulher para beijá-la. 

Mendonsa, que esteve mobilizado no Pacífico durante a 2ª Guerra, estava de férias quando a fotografia foi tirada.

Durante muito tempo, ele garantiu que era o marinheiro da foto, mas isso só foi confirmado recentemente com o uso da tecnologia de reconhecimento facial. 

Greta Zimmer Friedman, a mulher da foto, morreu em 2016 aos 92 anos.

Eisenstadt não pediu os nomes dos dois estranhos que capturou com sua câmera enquanto se beijavam. 

Mais tarde, descreveu que  viu como o marinheiro correu pela rua e tomou nos braços a primeira jovem com quem cruzou.

"Corri na frente dele com a minha Leica olhando por cima do meu ombro, mas nenhuma das fotos possíveis me satisfazia", escreveu em Eisenstadt on Eisenstadt.

"De repente, vi alguém agarrando algo branco. Me virei e cliquei no momento em que o marinheiro beijou a enfermeira. Se ela estivesse vestida de preto, nunca teria tirado a foto." / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.