Marinheiros mantidos por piratas são soltos

Três marinheiros sequestrados por piratas quando navegavam a 130 km da costa da Nigéria, a bordo do cargueiro britânico Esther C, foram libertados ontem, após 31 dias de cativeiro. A Carisbrooke Shipping, operadora do navio, confirmou que os funcionários - um romeno e dois russos - estão a salvo. Uma série de violentos ataques de piratas foi registrada este ano na Nigéria, o mais populoso país africano. Os alvos são principalmente navios petroleiros, o que faz da Nigéria um dos mais caros produtores de petróleo do mundo, segundo empresas como a Exxon Mobil e Shell.

O Estado de S.Paulo

12 de março de 2013 | 02h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.