Mario Monti poderá ser o novo ministro da Economia

O comissário europeu da Concorrência, Mario Monti, que hoje se encontra em Milão com o chefe do governo italiano, Silvio Berlusconi, poderá ser o novo ministro da Economia, segundo a imprensa italiana. O jornal Corriere della Sera, o de maior circulação do país, afirma que o encontro de hoje entre Berlusconi e Monti poderá ser decisivo, acrescentando que o atual comissário corresponde ao "perfil perfeito" porque é "uma figura leal às instituições mas autônoma dos partidos políticos".O diário La Repubblica define Monti como "o economista e tecnocrata italiano mais conhecido do mundo" e afirma que ele encarna a "esperança de salvar a situação catastrófica das finanças públicas e a credibilidade internacional delapidada".Os jornais La Stampa e Il Sole 24 Ore destacam as pressões que têm sido feitas sobre Mario Monti para que aceite suceder a Tremonti, que se demitiu na madrugada de sábado na seqüência de uma exigência de um dos partidos da coligação (veja mais informações no link abaixo).O primeiro-ministro assumiu interinamente a pasta da economia, mas a imprensa afirma que o presidente da República, Carlo Azeglio Ciampi, pediu a Silvio Berlusconi que a acumulação de funções seja de curta duração. Berlusconi participa segunda-feira na reunião de ministros da economia e finanças (Ecofin) da União Européia.Monti, 61 anos, antigo reitor da prestigiada Universidade Bocconi, de Milão, recusou em janeiro de 2002 um convite para assumir a pasta dos Negócios Estrangeiros no governo italiano.

Agencia Estado,

04 de julho de 2004 | 14h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.