Marrocos diz que desarticulou rede ligada à Al-Qaeda

Os serviços de segurança do Marrocos desmantelaram uma rede vinculada à Al-Qaeda que estava preparando ataques, afirmou hoje o Ministério de Interior. "Os serviços de segurança desmantelaram recentemente uma rede terrorista ligada à Al-Qaeda e composta por 24 membros", afirma a pasta em comunicado.

AE, Agência Estado

26 de abril de 2010 | 15h07

O ministério informou que a rede "estava se preparando para cometer crimes e atos de sabotagem contra os serviços de segurança e os interesses do Marrocos". Eles também estavam recrutando "ativistas" no país para enviar a locais como Afeganistão, Iraque, Somália e a região do Sahel, no oeste da África, afirmou o Ministério do Interior, citando detalhes de uma investigação liderada por um promotor.

Os 24 detidos possuíam uma pistola e munição que eles haviam roubado em um ataque a um escritório da polícia em Casablanca, afirma o texto. A polícia também apreendeu facas. A rede inclui ex-presos marroquinos, condenados por atos de terrorismo no reino, afirma o comunicado, sem dar detalhes sobre os suspeitos. Desde 2 de março, os serviços de segurança marroquinos teriam detido 30 supostos terroristas, incluindo os anunciados nesta segunda-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
MarrocosAl-Qaedaredeterroristas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.