Marrocos retira 400 pessoas do Líbano

O Marrocos evacuou 400 pessoas do Líbano, entre elas 100 cidadãos de vários países da África Subsaariana e libaneses, que pediram a assistência das autoridades marroquinas para ser repatriados, informaram neste sábado fontes oficiais marroquinas.A repatriação dos marroquinos começou em 16 de julho, em aviões militares C-130, que chegaram ao aeroporto de Damasco, capital da Síria.O rei do Marrocos, Muhammad IV, que presidiu em 20 de julho um Conselho de Ministros extraordinário, pediu a seu governo que continue a "mobilização" para a evacuação dos marroquinos que ainda ficam no Líbano, assim como dos "cidadãos de países africanos que tenham pedido a ajuda do Marrocos".A repatriação de marroquinos não terminou, por isso se espera a chegada de novos vôos com mais cidadãos deste país que moravam ou estavam no Líbano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.